Índice do artigo

 

A cirurgia refractiva com lentes intraoculares é outra técnica que se usa para reduzir os erros de refracção (ametropias), como a Miopia e Hipermetropia.

Esta técnica consiste na introdução de uma lente de material plástico (PMMA ou acrílico) através de uma pequena incisão na córnea.

A lente fica colocada à frente, ou atrás da pupila conforme o tipo de lente utilizada, e, no final, est incisão terá que ser suturada.

Esta sutura é retirada no máximo ao fim de um mêspara se evitar os astigmatismos que a mesma origina.

Ao contrário do LASER, esta cirurgia  tem pouca importância na correcção do astigmatismo.

É assim uma técnica cuja recuperação, além de mais lenta é também menos previsível que a do LASER, visto não existirem lentes com todas as graduações de que necessitaríamos - por isso fica sempre alguma graduação residual, que terá de ser compensada através do recurso pontual a óculos.

Claro que o uso dos óculos não será de forma contínua e indispensável como o paciente tinha antes da cirurgia, mas há que ter em conta que essa necessidade é real - quando falamos de 'ficar 0,50 residual' são sempre 0,5 que nos fazem falta para uma visão mais perfeita.


 

Por vezes, se o paciente pretender a correcção total da ametropia e se se verificarem os pré-requisitos necessários, podem-se fazer as duas cirurgias:

  1. Cirurgia com lentes
  2. Cirurgia com LASER Excimer

A este conjunto chama-se Bioptic Surgery, pois são duas técnicas diferentes para a correcção total da miopia ou hipermetropia e do astigmatismo.

É uma técnica em que faz primeiro a cirurgia com a Lente intraocular, seguindo-se um período de aproximadamente 6 (seis) meses, até que haja a estabilização da graduação residual, e depois será feito o estudo para se proceder à cirurgia com o LASER.

Desta forma, poder-se-à "corrigir" todo o erro refractivo que o paciente tinha inicialmente.

A cirurgia de Lente Intraocular, com anestesia geral, é uma técnica realizada por nós há cerca de 20 anos, e que tem sofrido importantes evoluções no sentido técnico e da qualidade das lentes.

Hoje utilizamos lentes de Worst (Verisyze/Veriflex) que são lentes de suspensão na íris e na câmara anterior (à frente da pupila), ou as ICL (Intraocular Contact Lens), que são colocadas na câmara posterior (atrás da pupila).

O uso de um dos dois tipos depende do tipo de ametropia que o paciente tem, e as características dos seus olhos.

Convenções:

ver todos